25 de agosto de 2019

O Último Suspiro

Alois Hans Schram
Com uma flecha morre um pássaro
Em teus ombros escombros
Pende uma réstia de luz
Valem menos os anos que os dias
E a vida é menos que o amor.

Tua vales ainda um beijo
Só o tempo de sentir
O quanto desperto estou
Tudo é claro sob este lençol branco
Que te liberta e me espera.

Paul Éluard (1895-1952)
Tradução: António Ramos Rosa e Luiza Neto Jorge

Nenhum comentário: