6 de novembro de 2017

Sol e Amor

Adrienne Stein
Leves e alvas à plaga ocidental,
As nuvens vão: seja por onde for,
Sorri o céu, como o humano labor
Saúda o sol, benigno, triunfal.

Em mil flechas desponta a catedral
E santos de ouro e rosado fulgor,
Radia então a hosana e há o rumor
Dos falcões, este alívolo coral.

Assim, depois que o Amor – riso de calma –
Nuvens rasgou que me agravaram tanto,
Pode exsurgir à luz do sol de minha alma.

E lhe sorri multiplicado o santo
Ideal da existência: é uma harmonia
O pensamento: e o sentimento do canto.

Giosuè Carducci (1835-1907)
Tradução: Olegário Mariano

Nenhum comentário: