25 de março de 2010

Dissidentes

Guillermo Fariñas – dissidente cubano em greve de fome
O presidente americano, Barack Obama, pediu que o governo de Cuba "respeite os direitos" de sua população e lamentou a morte do dissidente político Orlando Zapata em uma greve de fome, em um comunicado divulgado nesta quarta-feira. O líder dos EUA também exigiu a libertação de todos os presos políticos e o fim da repressão aos direitos humanos no país.
Obama qualificou os últimos acontecimentos em Cuba de "profundamente preocupantes", e disse que, em vez de entrar em uma nova era, as autoridades cubanas continuam a responder às aspirações de seu povo com a "mão dura" do regime comunista.

Preso sendo torturado em Abu Ghraib por soldado norte-americano
Quem vai lamentar a morte de milhões de iraquianos? Não ha damas pra pedir a liberdade dos vários torturados de Guantánamo (já que os gringos devem ter matado as mulheres dos prisioneiros)... Só em Guantánamo ha mais de 2 vezes o número de pessoas do que todos os dissidentes presos em Cuba... Ai, contem mais Abu Ghraib... Quase 50 mortos por tortura...
Afinal o que não é conveniente para um não importa para o outro.

Nenhum comentário: