26 de dezembro de 2009

Jose Miguel Roman Frances
“Eu ando colhendo flores
Para a deusa dos amores,
Que além espera por mim.
Já tenho cravos cheirosos,
Não me deixes primorosos
E o branco e puro jasmim.

Tenho violetas dobradas,
Estas cravinas rajadas
E o fragrante mogorim:
Para ornar o ramalhete,
Tenho a sécia, o alfinete
E um galhinho de alecrim.

Só a rosa aqui me falta,
Que só ela me esmalta
Este tão lindo jardim!
Mas também para que rosas!
Se as tem nas faces mimosas
E em seus lábios de cetim!”

Gonçalves de Magalhães (1811-1882)

Nenhum comentário: