15 de setembro de 2019

Parada

Zinaida Serebriacova

Ele achou sua fonte,
Ele pôs pão na sopa,
Ele dormiu à mesa,
Ele saciou-se em sonho,
Ele botou um ovo,
Ele se aviva em cisma,
Ele se ativa em força,
Ele se acopla à lira,
Ele se cumpre em voto
Do sopro do Espírito.
Esse homem é um poeta.

André Frénaud (1907-1993)
Tradução: Mário Laranjeira

Nenhum comentário: