21 de fevereiro de 2019

Paz

Isaac Levitan - Above the Eternal Peace
As árvores espreitam o arco-íris,
A fonte de orvalho verdeja em calma fresca,
Três cordeiros pastam sua brancura,
Riacho doce saboreia moças em seu banho.

Sol vermelho rola noite abaixo,
Nuvens-penugens morrem seu fogo-sonho.
Escuro sobre maré e seara.

Sapo-andarilho salta com grande olho,
A relva cinza também pula discreta.
Na profunda fonte soam minhas estrelas.
O vento-saudade ventila boa noite.

Albert Ehrenstein (1886-1950)
Tradução: Claudia Cavalcanti

Nenhum comentário: