18 de janeiro de 2019

Fogo da paixão

Belles Heures of Jean de France - Duc de Berry
Deixai de reprovar-me a paixão e desculpai-me,
emprestai-me vossas lágrimas se choro,
não censureis sua paixão a alguém como eu,
louco de amor. Sentísseis vós o que eu sinto,
mandar-me-íeis ignorar o sono:
pois eu, pela paixão, estou privado dele.
Vós conheceis o sono, mas meus olhos,
na amargura do tempo,
não conhecem a união com o descanso.
Amigos, dizei-me a verdade,
que sabor tem o sono, que eu já o esqueci?

Ibn Sahl de Sevilha (1212-1251)
Tradução: Carlos Mendonça Lopes

Nenhum comentário: