22 de julho de 2018

Nesta Hora Tardia

Jean-Léon Gérôme
Nesta hora tardia
de uma noite de outono
estou repleto de suas palavras;
palavras que são eternas como o tempo e a matéria,
nuas como o olho,
pesadas como a mão,
e brilhantes como as estrelas.

Suas palavras chegaram a mim,
de seu coração, de sua cabeça e de sua carne.
As suas palavras a trouxeram,
eram: mãe,
eram: mulher
e companheira...
Eram melancólicas, amargas, alegres, esperançosas, heroicas,
suas palavras eram humanas...

Nazım Hikmet (1901-1963)
Traduzidos: Marco Syrayama de Pinto e John Milton.

Nenhum comentário: