2 de maio de 2017

O Brinquedo (fragmento)

Jean Henri de Coene
Não me desconcentrem eu estou profundamente ocupado

Um guri está em plena construção de um vilarejo
É uma cidade, um condado
E quem sabe
Em seguida o Universo
Ele brinca

Esses cubos de pau são casas que ele translada
e castelos
Esta tábua é sinal dum telhado que baixa
nada mau de se ver
Isso não é pouco saber onde vai dobrar o caminho
de cartas
Isto poderia mudar no seu todo
o traçado do rio
Em função da ponte que cria tão bela miragem
dentro da água do tapete
É fácil de ver uma grande árvore
E de meter por debaixo uma montanha
pra ela estar no topo.

Hector de Saint-Denys Garneau (1912-1943)
Tradução: Adrian'dos Delima

Nenhum comentário: