29 de abril de 2017

Hero e Leandro

Edward Burne-Jones- Hero acendendo a tocha para Leandro.
Leandro era um jovem de Ábidos, cidade situada na margem asiática do estreito que separa a Ásia da Europa. Na margem oposta do estreito, na cidade de Sestos, vivia a donzela Hero, sacerdotisa de Vênus. Leandro a amava e costumava atravessar o estreito a nado, todas as noites, para gozar a companhia da amante, guiado por uma tocha, que ela acendia na torre, para esse fim.
Ferdinand Keller - Hero achando Leandro.
Mas, numa noite de tempestade, em que o mar estava muito agitado, o jovem perdeu as forças, e afogou-se. As ondas levaram o corpo à margem europeia, onde Hero tomou conhecimento de sua morte e, desesperada, atirou-se da torre ao mar e pereceu.
BULFINCH, Thomas. O livro de ouro da mitologia: histórias de deuses e heróis. Rio de Janeiro: Ediouro, 2006. p. 111.

Um comentário:

Ricardo disse...

O final shakesperiano continua a ser usado por autores de romances, que até ignoram que Shakespeare já tinha se inspirado na mitologia grega...
Parabéns pelo texto!
Ricardo