16 de fevereiro de 2017

Poesia Japonesa

Katsushika Hokusa
Ávida a lua vendo
somos nós deus
mundo vida adeus

prima neve leve
uma palavra ela derrete
a mesma palavra se repete

sonhos-tempestade
crisântempo tatame
desabrochar que morde.

Chiyo-Ni (1703-1775)
Tradução: Walter Vetor

Nenhum comentário: