20 de janeiro de 2017

Unicamp – 2ª fase 2017

Ticiano Vecellio - Allegory of Prudence
“Onde está aquela tua prudência? Onde está a sagacidade nas coisas que se devem discernir? Onde está a grandeza de alma? Já as pequenas coisas te afligem? (...) Nenhuma destas coisas é insólita, nenhuma inesperada. Ofender-te com estas coisas é tão ridículo quanto te queixares porque caíste em público ou porque te sujaste na lama. (...) O inverno faz vir o frio: é necessário gelar. O tempo traz de novo o calor: é necessário arder. A intempérie do céu provoca a saúde: é necessário adoecer. Uma fera em algum lugar se aproximará de nós, e um homem mais pernicioso que todas as feras. Algo a água, algo o fogo nos retirará. Esta condição das coisas não podemos mudar. Mas isto podemos: adotar um espírito elevado e digno do homem nobre para que corajosamente suportemos as coisas fortuitas e nos harmonizemos com a Natureza.”
(Sêneca, Carta de Sêneca a Lucílio, CVII. Prometeus.)
A partir da leitura do texto escrito pelo filósofo Sêneca.
a) identifique e explique um princípio do estoicismo latino;

b) cite dois legados culturais do mundo romano, além da filosofia, para a tradição ocidental.
Resposta:
a) O texto de Sêneca chama a atenção para as várias manifestações da natureza que são inexoráveis: o inverno que traz o frio, o verão que traz o calor, as intempéries que provocam doenças. Segundo o autor, essas são coisas que “não podemos mudar”. Entretanto, enquanto não podemos alterar as condições da natureza, podemos mudar o nosso comportamento enquanto seres humanos em relação a ela. Nestes termos, o estoicismo latino propõe que tenhamos força suficiente para suportaras adversidades e para harmonizar nosso comportamento com as forças da natureza.

b) Destacam-se entre os legados do mundo romano o Direito e as línguas neolatinas, a religião cristã, a organização administrativas e as técnicas de construção civil.

Nenhum comentário: