17 de dezembro de 2016

Sonho

Jean-Honore Fragonard
Não era a pomba
da paz
nem da festa
do Divino Espírito Santo
Tinha olhos vermelhos
asas tensas
e um desespero
batendo nas cortinas
do quarto.

Heitor Ferraz Mello

Nenhum comentário: