8 de dezembro de 2016

Outro dia

Solomon Joseph Solomon
Ontem,
cansada, cansada,
cheguei a casa,
à noite.
O céu estava limpo.
Cheguei à porta e olhei,
antes de entrar.
Lá em baixo,
nem perto nem longe,
no escuro,
luziam uns pingos…
Caíam retos
e brilhantes
na água…
Deixavam um rasto!
Os meus olhos riram,
vendo-os
imobilizaram-se.
E tive desejos
de seguir pelas ruas,
de cabeça no ar,
com um riso parado…
Mas subi as escadas.

Irene Lisboa (1892-1958)

Nenhum comentário: