21 de dezembro de 2016

Música de Câmara

Pompeo Batoni
Quem me dera nos deitarmos
Em meio ao pinho,
Na sombra fria e funda,
O sol a pino!

Apraz deitar ali,
Beijar – agrada!
Onde a floresta se ergue
Enavilhada!

Teu beijo inda mais doce
Descendo, pelo
Delicado tumulto
Do teu cabelo.

No sol a pino, ao bosque
De pinho, vem,
Vamos os dois agora,
Amor – além.

James Joyce (1882-1941)
Tradução: Alípio Correia de Franca Neto

Nenhum comentário: