12 de dezembro de 2016

Dedos

Michelangelo - Creation of Adam (Detail)
Ligeira, principiava
a chuva de uma noite.
Ligeiros, confiavam-se
teus dedos em meus dedos.
Breve instante de adeus,
oh, por dois dias só.
Sorrias-me através
do pranto que chovia
em teu casaco de couro.
Tremor dos bruscos túneis
por onde te perco: confuso coração,
despedaço esta noite
o molho de lembranças
que tenho nos dedos. Vazios dois dias,
premiram a sombra do toque
dos teus dedos, quando eu te perdia.

Gabriel Ferrater (1922-1972)
Tradução: José Bento

Nenhum comentário: