12 de dezembro de 2016

Contemplando a neve

Heinrich Gogarten
Batalhas, soluços,
novos e velhos fantasmas.
Triste e só, um velho
recita poemas,
ao diáfano crepúsculo.
Em meio a nuvens baixas
a neve, de repente,
dança no turbilhão do vento.
Joguei fora a concha de vinho,
pois a jarra está vazia
e, no braseiro, só há lembrança
de brasas ardentes.
Nenhuma notícia
de numerosas províncias.
Com o dedo, garatujo no ar
a palavra dor.

Du Fu (712-770)
- poeta chinês
Tradução: Sérgio Capparelli e Sun Yuqi

Nenhum comentário: