23 de novembro de 2016

Música de Câmara

Paul-François Quinsac
Não te entristeças, se esse povo
Prefere o vil clamor a ti:
Querida, fica em paz, de novo –
Pode ele desonrar-te, a ti?

Mais triste do que um mar de pranto,
Sua vida, a esvair-se em ais, ofega...
Responde, com orgulho, ao pranto:
Como ele nega, nega.

James Joyce (1882-1941)
Tradução: Alípio Correia de Franca Neto

Nenhum comentário: