16 de outubro de 2016

Duelo das Camélias

John William Waterhouse
Eu vi o sol duro de encontrar aos tufos
Esgrimir. – Vi a esgrima ensolarar,
Fazendo paradas em lances bufos;
Melros de negro assistiam brilhar.

Um senhor em camisa se aprontava;
Parecia uma camélia, todo branco;
No ramo outra flor rosa vicejava
Como... E o florete vergou num flanco.

– Raiva, estou roxo!... Ah! ele me degola –
... Camélia branca – lá – como Sua gola...
Camélia amarela, – aqui – mastigada...

Meu amor morto, da lapela caiu.
– Eu , chaga aberta, flor primaveril!
Camélia viva, de sangue matizada!

Tristan Corbière (1845-1875)
Tradução: Marcos Antônio Siscar

Nenhum comentário: