12 de agosto de 2016

Fragilidade dos Laços Humanos

Sandro Botticelli
“O medo está lá, saturando diariamente a existência humana, enquanto a desregulamentação penetra profundamente nos seus alicerces e os bastiões de defesa da sociedade civil desabam. O medo está lá - e recorrer a seus suprimentos aparentemente inexauríveis e avidamente renovados a fim de reconstruir um capital político depauperado é uma tentação à qual muitos políticos acham difícil resistir. E a estratégia de lucrar com o medo está igualmente bem arraigada, na verdade uma tradição que remonta aos anos iniciais do ataque liberal ao Estado social”.
Zygmunt Bauman
Amor Líquido sobre a "Fragilidade dos Laços Humanos"

Nenhum comentário: