7 de julho de 2016

Tao Te Ching

Kano Tanyu
Os sábios de antigamente tinham sutil sabedoria e profunda compreensão. Tão profunda que não podiam ser compreendidos. Essa a razão por virem assim descritos:
Eram cuidadosos como alguém que cruza
Uma corrente congelante.
Alertas como um guerreiro em território inimigo.
Cautelosos com hóspedes.
Fluidos como gelo derretendo.
Formatáveis como um bloco de madeira.
Receptíveis como um vale.
Claros como um copo de água.

Você tem a paciência para esperar
até que sua lama assente
e a água esteja clara ?
Você pode ficar imóvel
até que a ação correta surja por si mesma ?

O Sábio não busca contentamentos.
Sem buscar e sem esperar,
ele está presente
e pode dar boas vindas a todas as coisas.

Tao Te Ching - XV

Nenhum comentário: