4 de julho de 2016

Oh, não ames demasiado Tempo

Caspar David Friedrich
"Amada, não ames demasiado tempo;
Eu amei tanto, tanto
E fui passando de moda
Como uma velha canção.

Ao longo desses anos da nossa juventude
Não podíamos distinguir
O nosso pensamento do pensamento alheio
Porque tão unidos éramos apenas um.

Mas em breve, breve instante ela mudou -
Oh, não ames demasiado tempo
Ou irás passando de moda
Como uma velha canção."

William Butler Yeats (1865 -1939)
Tradução: José Agostinho Baptista

Nenhum comentário: