4 de julho de 2016

O que são os Vedas?

Há cerca de 3 500 anos, as comunidades na região do vale do Indo, atual norte da Índia, começaram a organizar um dos sistemas religiosos mais antigos de que temos notícia: o hinduísmo. Suas crenças foram transmitidas oralmente de geração em geração por muitos séculos até serem transcritas nos Vedas, compilação de hinos e preces considerada como o primeiro livro sagrado da história. O conteúdo dessa literatura sagrada, composta de 4 volumes de texto em versos, explica ao mesmo tempo a unidade e a variedade das múltiplas correntes do hinduísmo. Graças a alguns de seus ensinamentos mais importantes, esse conjunto de livros é sagrado para mais de 1 bilhão de pessoas que seguem seitas tão diferentes a ponto de serem monoteístas, politeístas ou panteístas – e ainda assim integrarem a mesma religião.
Os historiadores acreditam que a primeira versão dos Vedas em papel seja do século 2 a.C., quando o povo hindu desenvolveu um sistema de escrita.
Basicamente os Vedas são as quatro escrituras básicas (Rg, Yajur, Sama e Atharva-Vedas), os Puranas (cujo principal é o Srimad Bhagavatam), os épicos - o Mahabharata (do qual o Bhagavad-gita é a seção mais importante) e o Ramayana, os Upanishads, os Sutras (mais famosos sendo o Vedanta Sutra e o Yoga Sutra), as ciências auxiliares (ayurveda, astrologia, etc.) e os comentários ou livros escritos pelos grandes mestres baseado nesses textos.
As quatro escrituras,
Rg, Yajur, Sama e Atharva-Vedas, descrevem os elaborados rituais e mantras usados na religião do povo nos tempos védicos, que se centrava na adoração de semideuses (ou deuses da natureza).
Rig Veda: significa "veda dos hinos". Compõe-se de hinos, rituais e oferendas à divindade. Só o Rig Veda possui 10.552 mantras.

Yajur Veda: significa "veda do sacrifício". Contém as fórmulas para fazer os rituais do Rig Veda.

Sama Veda: significa "veda dos cantos rituais". Contém 1.875 mantras.

Atharva Veda: é composto de 5.977 mantras, que devem ser proferidos em rituais especiais.

Assim, como encontramos praticamente em toda a parte do mundo antigo (Grécia, Roma, Egito, Norte da Europa, América do Sul, etc.) a adoração de seres como o deus do sol, deus dos ventos, do mar, etc., também encontramos exatamente isso como sendo a religião popular da época védica. Por envolverem intricados rituais que não são mais seguidos.
Todas as religiões existentes tiveram sua origem nos Vedas. Está se aproximando o tempo em que se reconhecerá mundialmente o seu supremo valor. E a Física Quântica é um dos meios de resgate desse conhecimento colossal.
Os ➤
Upanishads são a parte dos Vedas que dizem respeito ao aspecto mais elevado da realidade espiritual - o conhecimento de Deus.
Um dos significados da palavra Upanishad é: "sentar perto devotadamente". Outro significado é "ensinamento secreto" (secreto no sentido de que só poderão compreendê-lo aqueles que estão espiritualmente amadurecidos para recebê-lo).
Os Upanisads são muito em número (mais de 108). São tratados filosóficos sobre a Verdade Última, sobre a Realidade. Entre os Upanishads, um dos mais importantes é o Sri Isopanishad (disponível em Português impresso e em áudio MP3). Ele se destaca por ser o único que é diretamente parte de uma das quatro escrituras básicas, sendo parte do Yajur Veda.
O ➽
Srimad Bhagavatam é o Purana mais famoso e um livro de espantosa beleza, profundidade, riqueza, filosofia e sabedoria. Ele revela em grande detalhe a natureza de Deus, da alma, do “reino de Deus”, do mundo material, do processo de auto realização, do problema e inutilidade inerente da adoração de semideuses e importância de buscar Deus acima deles, do efeito da consciência na matéria e vice-versa e muito mais. O livro tem 12 Cantos, com mais de 14 mil versos. Sua versão traduzida e comentada por Srila Prabhupada contém 19 mil páginas e está disponível em Português.
O ◥
Bhagavad-Gita tem toda uma posição especial dentre os Vedas (ou literatura védica), pois apresenta o aspecto mais refinado da filosofia e prática espiritual védica - o caminho da auto realização em Yôga. É um resumo de toda a espiritualidade e filosofia da cultura védica. É o texto mais importante sobre Yôga e auto realização e é aceito como o livro base da tradição da espiritualidade e religião da Índia.
O Bhagavad-Gita descreve o conhecimento de como aceitar a importância da auto realização, e buscar filosoficamente a Verdade Absoluta. Outra percepção importante a que almeja o conhecimento védico é a compreensão dos malefícios do nascimento, da morte, da velhice e da doença.
No Bhagavad-Gita se descrevem as diferentes etapas do caminho do Yôga (karma, jnana e bhakti). De todas as práticas de yoga, Krisna explica no no verso 6.47, que a prática superior é bhakti-yoga (yoga com devoção ou consciência de Krishna).

Nenhum comentário: