17 de julho de 2016

Madrugada

Elissa Gore
Rápidas mãos frias
retiram uma a uma
as vendas da sombra
Abro os olhos
Ainda
estou vivo
No centro
de uma ferida ainda fresca.

Octavio Paz (1914-1998)
Tradução: José Bento

Nenhum comentário: