29 de maio de 2016

Lugares Desertos

Gilbert Michaud
Neve caindo e noite caindo rápida, bem rápida
Num campo que vi de passagem
No solo quase coberto de neve macia,
Algum capim ainda aparecendo

Também o mato em volta está coberto
Todos os animais abafados em suas tocas.
Estou muito distraído para contar;
A solidão me envolve sem querer.

E solitária como é esta solidão
Será mais só ainda antes de o ser menos
Brancura vazia de neve na noite que cai
Sem nenhuma expressão, sem nada a exprimir.

Não podem me assustar com seus espaços vazios
Entre estrelas – onde não há raça humana.
Pois tenho dentro de mim, muito mais perto,
Meus próprios desertos para me assustar.

Robert Frost (1874-1963)
Tradução: Marisa Murray

Nenhum comentário: