26 de abril de 2016

Dizer, até onde [...]

Odilon Redon
Dizer, até onde as palavras podem
levar em direção ao que as
excede, o que não está em sua ordem dizer.
As palavras indefinidamente abertas:
nó dado por ninguém, cujo
limite se desvanece com o
movimento de se fechar.

Serge Nû̃nez Tolin
Tradução: Júlio Castañon Guimarães

Nenhum comentário: