25 de abril de 2016

As Setas

Richard S. Johnson
Uma jovem num jardim
Duas mulheres num vaso
Três moças em meu coração
Sem horas nem limites.
Uma palma na vidraça
Uma palma sobre o peito
Um botão fora da casa
Um seio que se desvela
Enquanto o arqueiro com as setas
Brilha alto no céu
Sem horas nem limites.

A̓ndréas Empeirîkos (1901-1975)
Tradução: José Paulo Paes

Nenhum comentário: