8 de março de 2016

Odes Anacreônticas - Fragmento n° 44

Maître François
Cinzentas já estão minhas
têmporas e branca a cabeça,
já está perdida
a amável juventude
e os dentes têm cáries.
Da doce vida não me resta muito tempo,
por isso me lamento,
temendo o Tártaro horrendo.
Com efeito, é terrível o abismo do Hades
e penoso o caminho dos infernos.
E é certo o dito:
o que caiu não mais se levanta.

Anacreonte (563-478 a.C.)

Nenhum comentário: