22 de março de 2016

O Poema

Dorina Costras
Entre o verbo
e o silêncio
a incisão
profunda.
Sem anestesia.

Domício Proença Filho

Nenhum comentário: