26 de março de 2016

Da Brevidade Enganosa da Vida

Camille Pissarro
Menos solicitou célere seta
destinado sinal, que morde aguda;
agonal carro pela areia muda
não coroou com mais silêncio meta,

que pressurosa corre, que secreta,
em seu fim, nossa idade. A quem se iluda,
fera que seja de razão desnuda,
cada Sol repetido é um cometa.

Reconhece-o Cartago, e tu o ignoras?
Perigo corres, Lício, se porfias
em seguir sombras e abraçar enganos.

Mal te perdoarão a ti as horas:
as horas que limando estão os dias,
os dias que roendo estão os anos.

Luis de Góngora (1561-1627)
Tradução: Anderson Braga Horta

Nenhum comentário: