11 de janeiro de 2016

Tarde demais para o Homem

Gustav Klimt
Tarde demais – para o Homem –
Mas cedo ainda – para Deus –
A Criação – não ajuda –
Mas a Reza – é conosco,

Quão aprazível o Céu –
Quando à Terra – dᬠse adeus –
Agradável – então – o Rosto
Do Velho Vizinho – Deus.

Emily Dickinson (1830-1886)
Tradução: Adalberto Müller

Nenhum comentário: