11 de janeiro de 2016

Posso te escrever mil cartas

Jean-Baptiste Greuze
Que me quereis, perpétuas saudades?
Posso te escrever mil cartas
Mas nenhuma como esta –
Sílabas de Veludo –
Orações de Pelúcia,
Abismos de Rubi – ingênuo,
Oculto, Lábio, pra Você –
Faz de conta um Beija¬ Flor –
Chupou¬ me – o doce.

Emily Dickinson (1830-1886)
Tradução: Adalberto Müller

Nenhum comentário: