17 de janeiro de 2016

Fim do Mundo

James Jacques Joseph Tissot
Há um chorar no mundo,
Parece que o bom Deus morreu,
E a plúmbea sombra, que cai no fundo,
Pesa como mausoléu.

Vem, vamos esconder-nos mais...
A vida está em todos os corações
Como em caixões.

Ouve! Vamos beijar-nos e esquecer –
Há uma saudade que bate à porta do mundo,
E dela acabaremos por morrer.

Else Larskes-Schüler (1869-1945)
Tradução: João Barrento

Nenhum comentário: