23 de janeiro de 2016

Eu choro a morte do meu marido

Gu Kaizhi
Tu me deixaste, mas teu nome é imortal.
Triste, eu te serei sempre fiel.
Tu te sacrificaste por teus princípios.
Eu continuo a dar amor aos nossos filhos.
Tua desgraça pertence ao passado.
Agora, foi erguida uma estrela em tua memória.
De agora em diante, tu, morto e eu, viva,
Seguiremos dois caminhos diferentes.
Mas tua integridade e minha fidelidade
Vão sempre nutrir um ao outro.

Shang Jinglan (1596-1651)
Foi uma poeta da dinastia Ming.

Nenhum comentário: