23 de novembro de 2015

Música de Câmara

Harold Harvey
Vai e acerca-te a ela mais cortês,
Proclama
Que eu chego, ó vento de perfume, eterno
Epitalâmico.
Voa por terras negras
E corre sobre o mar sem fim,
Que mar e terras não irão nos apartar
A meu amor e a mim.

Por tua cortesia, eu peço,
Vento: voa,
Adentra o jardinzinho,
Vai cantar junto à
Janela: Amor está em seu sol a pino;
A brisa nupcial bafeja leve,
E breve o teu amor vai ter contigo,
Breve, Oh breve.

James Joyce (1882-1941)
Tradução: Alípio Correia de Franca Neto

Nenhum comentário: