6 de novembro de 2015

Hino Homérico XXVI - A Dionísio

Lovis Corinth
Começo a cantar ao Dionísio coroado de hera, o deus do alto grito,
esplêndido filho de Zeus e da gloriosa Semele.

As ninfas de longos cabelos o receberam em seus âmagos do senhor seu pai
e o criaram e o nutriram cuidadosamente no pequeno vale isolado de Nysa,
onde pelo desejo de seu pai ele cresceu em uma caverna de doce aroma,
sendo considerado e estimado entre os imortais.

Mas quando as deusas os trouxeram para cima, um deus frequentemente
homenageado, então ele começou a perambular continuamente entre
os vales cobertos de árvores, densamente coroado de hera e louro.
E as Ninfas seguiram atrás dele com ele como o líder delas,
e a ilimitada floresta foi preenchida com os gritos deles.

E então te saúdo, Dionísio, deus das abundantes aglomerações!
Conceda que possamos vir novamente nos regozijar com esta estação,
e com todas as estações adiante por mais um ano.

Homero (928 a.C.- 898 a.C.)
Tradução: Alexandra Nikasios

Nenhum comentário: