29 de novembro de 2015

A Água e o Fogo

Gyokudo Kawai
O mar e o canto dos pescadores
Ao vento pertencem na Terra do Sul
Réplica do dia ao luar da meia-noite
tão terno e delicado
Por obra e graça da água
— Água, domínio da mulher.

Mas há ainda as outras mulheres
Que não são pertença da água
Mas da agonia do vento do Noroeste
esculpindo o perfil do planalto
Fazem parte do fogo seco
Cujo tributo são cinzas.

Wang Shu
Tradução: Fernanda Dias

Nenhum comentário: