17 de outubro de 2015

Merops

Giovanni Baglione
De que posso cuidar, para que as coisas
Do celestial espírito permaneçam as mesmas?
Por quanto tempo o poder de honrá-las
Contudo tem ficado para trás?

De há muito até hoje os vossos favores alcanço,
Apaziguadoras presenças, ó justo!
Vós instruístes meus lábios a um só discurso,
E a mil silêncios.

Ofertais espaços para além da fadada trilha
Mas absolutamente nada ao deus do dia,
E ainda concedestes copiosa linguagem:
Uma palavra, não mais, para se enunciar.

Ralph Waldo Emerson (1803-1882)
Tradução: J. A. Rodrigues

Nenhum comentário: