27 de outubro de 2015

Campo largo, Campo maior

Marianne Millar - Dancin 'Til Dawn
A Francisco Pereira da Silva
Fascinam-me os levantes da alvorada.
No alpendre da casa adormecida
a rede traz o dia e o despedaça
na garganta dos galos-de-campina.

As árvores se esbatem na neblina.
Chifres riscam os ventos da chapada.
Choram bois no curral. Vaqueiros leves
pulam no dorso dos cavalos bravos.

Pisadas pelo gado e pelas gentes
miúdas flores do chão morrendo cheiram,
no pedregulho ruivo ressuscitam.

Riachos vão brotando por aí.
E na mão da menina uma cutia
se junta arisca a um nambu que chora.

Odylo Costa Filho (1914-1979)

Nenhum comentário: