17 de setembro de 2015

Tempo Diferente

Victor Tsyganov
O sol da minha cabeça é de todas as cores.
É ele que ilumina as casas
de palha
onde vivem os senhores saídos das crateras
e as belas mulheres que em cada dia nascem
e em cada tarde morrem
como os mosquitos.
Mosquito de todas as cores
que vens tu fazer aqui?
O sol este sol é para cães
e o calor sacode as montanhas
enquanto as montanhas nadam
sobre um mar pleno de luzes
onde o calor e o peso da vida
não existem
onde eu não meteria nem a ponta do meu pé.

Benjamin Péret (1899-1959)
Tradução: Nicolau Saião

Nenhum comentário: