5 de setembro de 2015

Natureza

Geraldine Arata - Gaia
Como uma mãe afetuosa, quando findo o dia,
Que leva pela mão o seu pequeno filho à cama,
Meio por vontade e outro tanto relutante,
Por deixar os seus brinquedos quebrados no chão,

De modo que ainda os contempla pela porta aberta,
Não de todo tranquilo e confortado
Por promessas de outros em seu lugar, os quais,
Melhores que sejam, poderão mais não agradá-lo;

Assim a Natureza lida conosco, e remove os
Nossos brinquedos uma a um, e pela mão
Nos leva a descansar tão suavemente, que quase

Não sabemos se queremos com ela ir ou ficar,
Estando carregados de sono para compreender
Até que ponto o ignorado transcende o que sabemos.

Henry Wadsworth Longfellow (1807-1882)

Nenhum comentário: