30 de setembro de 2015

Mistério

Claude Monet
Os montes têm segredos escondidos. Sobretudo das bases emitem vibrações dos Leões da Grande Mãe. Da descida aos vales misteriosos (peixes) de uma erva extremamente escura e macia. Um leão familiar como no soneto de Antero. Uma mulher muito bela sob o seu véu, templos a borbotar de palmeiras nos terreiros. E nós…
E observo a luz que se dilata sob as nuvens perspicazes. Ou se contrai na contraluz do monte que brilha o sol poente. A atmosfera que se escapa fresca de onde estou. Assim me posso renovar.
Alexandre Vargas

Nenhum comentário: