15 de setembro de 2015

Beppo: uma história veneziana

Claude Monet
Já viste uma gôndola, meu prezado
Leitor? Vou descrever – é coisa à toa:
Um barco negro, coberto, alongado,
Leve e compacto; tem de ferro a proa,
E é por dois remadores tripulado.
Mais parece um caixão numa canoa,
E dentro dele, o que se diga ou faça
Jamais é percebido por quem passa.

George Gordon Byron (1788-1824) - Estrofe XIX
Tradução: Paulo Henriques Britto

Nenhum comentário: