6 de junho de 2015

Amar-amaro

James Jacques Joseph Tissot
Porque amou por que a!mou
se sabia
proibido passear sentimentos
ternos ou
nesse museu do pardo indiferente
me diga: mas por que
amar sofrer talvez como se morre
de varíola voluntária vágula evidente?

Ah PORQUE AMOU
e se queimou
todo por dentro por fora nos cantos ecos
lúgubres de você mesm(o,a)
irm(ã,o) retrato espetáculo por que amou?

Se era para
ou era por
como se entretanto todavia
toda via mas toda vida
é indignação do achado e aguda espotejação
da carne do conhecimento, ora veja

Permita cavalheir(o,a)
amig(o,a) me releve
este malestar
cantarino escarninho piedoso
este querer consolar sem muita convicção
o que é inconsolável de ofício
a morte é esconsolável consolatrix consoadíssima
a vida também
tudo também
mas o amor car(o,a) colega este não consola nunca de núncaras.

Carlos Drummond de Andrade (1902-1987)

O sofrimento amoroso é descrito nesse poema, cujo título é Amar-amaro. É a decepção amorosa e o amargor que ela traz que predominam em todo o texto. Para o poeta, o amor não consola “nunca de núncaras”; assim, o ato de amar só pode ser realmente amaro. Percebe-se com a justaposição amar-amaro que, mais do que caracterizar o substantivo amar, o adjetivo amaro o contém, ou seja, não existe amar que não seja amaro.
No pessimista poema, Drummond pergunta a si mesmo no verso inicial: “Por que amou por que a!mou”, mostrando toda sua originalidade, ao intercalar na forma verbal amou o ponto de exclamação (a!mou).O ponto de exclamação mostra que, mesmo sendo amaro, o amor é lembrado com certa nostalgia. Parece que a lembrança de um amor vem acompanhada de um suspiro.
Em Amar-amaro, Drummond utiliza a forma consoadíssima para referir-se à morte; “a morte é esconsolável, consolatrix, consoadíssima”. No Houaiss, consoada é um substantivo e significa: pequena refeição noturna, em dia de jejum ou ceia da noite de Natal. Não é, portanto, esse o significado proposto por Drummond. Para o poeta, a morte e a vida têm consolo, mas o amor não.

Nenhum comentário: