5 de maio de 2015

Uma História

Edvard Munch
História simples: ela rica e bela,
eu moço e pobre… Fados bem diversos!
Ela dona de dois olhos bem perversos
e eu namorado dos dois olhos dela.

Gostava tanto vê-la na janela
com seus dois olhos na tristeza imersos…
Tinha eu vinte anos, rabiscava versos,
era moço, era alegre e tagarela.

— Porque essa moça é assim tão merencórea?
(Num soneto eu chamara-a: D. Doente…)
Ai! amava outro e de outro era querida!

Casou-se e acabou a minha história,
E desde então, ela ficou contente,
e eu fiquei triste para toda vida…

Menotti del Picchia (1892-1988)

Nenhum comentário: