12 de abril de 2015

O Vinho e as Rosas

Alphonse Mucha
Olho o céu sem fim
à espera de ver a estrela que tu vez

Vou ao encontro dos viajantes que chegam de todo o lado
à espera que alguém se tenha inebriado com o teu perfume

Enfrento os ventos
à espera que tragam uma mensagem tua

Vagueio sem destino
à espera de ouvir uma canção que fale de ti

Olho as mulheres que encontro sem outra intenção
que descobrir um toque da tua beleza nos seus rostos.

Al-Thurthusi (Andaluzia, século XI)
Tradução: Jorge Sousa Braga

Nenhum comentário: