23 de abril de 2015

Nem paraíso nem inferno, só Deus

Louis-Jean-François Lagrenée
Amo-te com dois amores: cheia de amor,
O outro pelo que tu és digno de ser amado.
O primeiro é o desejo de me lembrar de você,
Por roubar-me de tudo que não seja você.
O segundo é a remoção de suas velas,
Para vê-lo.
Um ou outro, eu quero ser louvado,
Mas para um e outro, elogios para você!

Rabia al-Adawiyya (717–801)

Nenhum comentário: