23 de janeiro de 2015

Outra noite

Caspar David Friedrich
Neste escuro
com as mãos
geladas
distingo
o meu rosto

Vejo-me
abandonado no infinito.

Giuseppe Ungaretti (1888-1970)
Sérgio Wax

Nenhum comentário: