21 de janeiro de 2015

A Pérola e a Pimenta

Georgia O'Keeffe
Companheira de jornada,
Duas donzelas havia,
Uma formosa e fria,
Outra feia e engraçada.
Uma tão negra se oferece,
Que até carapinha tem,
A outra tão clara vem
Que filha da alva parce.
E olhando com desafogo
Nos efeitos que produz,
Uma tem cara de luz,
A outra entranhas de fogos.

Já acabada a carreira,
Ali onde a sorte as chama,
A branca ficou por dama,
A negra por cozinheira.
Uma e outra foi notada
Nesta jornada ou empresa,
Porque a dama ficou presa,
E a negra escalavrada.

Todos sabemos quem são
E as conhecemos bem,
Ainda que uma só tem
Árvore de geração.
E da outra não duvido
Venhais em conhecimento,
Porque é o seu nascimento
Claro, posto que escondido.

Soror Maria do Céu (1658-1753)

A pérola e a pimenta, retrata o destino de duas donzelas, uma branca e uma preta, provavelmente meio-irmãs, filhas do mesmo pai como parece intuir-se do final do poema, em que a branca ficou por dama e a negra por cozinheira.

Nenhum comentário: