22 de novembro de 2014

Domingo na Praça

Barbara Rochlitz
Na praça, este domingo
não é de hoje: é antigo.

O banco, o lago, a relva
para onde é que me levam?
Ai, dezembro de acácias,
esta praça não passa.
E essa gente depressa
(a moça e a bicicleta)

passa para deixar-se
um pouco nesta tarde.
Ai, dezembro de acácias,
este cheiro, esta música...

Sou, domingo na praça,
um momento o que fui.

Mauro Mota (1911-1984)

Nenhum comentário: